Igreja com fundamento solido.






Cantares de Salomão 8:5-10

5 Quem é esta que sobe do deserto, e vem encostada tão aprazivelmente ao seu amado? Debaixo duma macieira te despertei, ali esteve tua mãe com dores; ali esteve com dores aquela que te deu à luz.
6 Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, labaredas do Senhor.
7 A muitas águas não poderiam apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse toda a fazenda de sua casa por este amor, certamente a desprezariam.
8 Temos uma irmã pequena, que ainda não tem peitos; que faremos a esta nossa irmã, no dia em que dele se falar?
9 Se ela for um muro, edificaremos sobre ela um palácio de prata; e, se ela for uma porta, cercá-la-emos com tabuas de cedro.
10 Eu sou um muro, e os meus peitos como as suas torres; então eu era aos seus olhos como aquela que acha paz.

Um excelente poema, descrito e biblicamente relatado pelo mais sábio dos homens da sua época, Salomão. Enaltece figuradamente o aparecimento da Igreja de Cristo, em sua nuance de relacionamento com o seu dono, e, este lhe capacita de inteiros dons, tanto espirituais como ministeriais e ajudando-a se fortalecer e gerar outras filhas, para crescerem, pois o seu dono lhe incendeia de amores pelas vidas que esta pode alcançar.
O livro de Cantares de Salomão é um dos poucos lidos e interpretados à maneira espiritual e poética, pois a leitura bíblica, bem aplicada aponta sempre para o autor e consumador da nossa fé – Jesus Cristo, o Filho de Deus Altíssimo e poderoso Senhor dos exércitos.
Ainda a interpretação deste livro, não é uma especialidade de poucos, mas sim a vontade do cristão saber a quem ele está profeticamente falando e, quem é a personagem principal deste Amo.
Todos que se aventuram a pregar e a interpretar o livro de Cantares de Salomão, olhando apenas para a figura feminina e do Amo, sem deixar que o Espírito Santo de Deus os guie à real interpretação futurista desta figura feminina – A Igreja de Cristo – se sentirão perdidos num mar de meras interpretações filosóficas e ideológicas, deixando de lado o desejo principal do Amo – Jesus Cristo – que é o resgate da amada – A Igreja de Cristo – quando vier a culminar todo o trabalho da sua Igreja, recebendo-a nos ares, após o arrebatamento, levando-a ao seu tribunal, para lhe dar o inteiro galardão, com todas as riquezas espirituais para toda a eternidade; felizes são os que veementemente se preparam para este dia.
Como vive a igreja de Cristo na presente e crescente decadência espiritual; tendo diversos obreiros fraudulentos da verdade do Evangelho de Jesus Cristo.
O texto de Cantares de Salomão 8:5-10 dá-nos a visão tão magnífica da crescente obra de Salvação, que Jesus Cristo começou, e delegou os Apóstolos, para ensinar e fazer discípulos.
Nestes versículos temos algumas denotações espirituais aplicadas à Igreja de Cristo, que abençoadas pessoas teem um especial cuidado em manter a sã doutrina, na Igreja de Cristo, alertando-a sobre o envolvimento na vida mundana, a vil concupiscência, a descabida doutrina da prosperidade, falando-lhe sempre do perigoso casamento com a vaidade devoradora, que tira a simplicidade do crente em Jesus Cristo, e que maior dano é vender o púlpito para a corrupção da alma e da moral e dignidade da comunidade cristã.
Atentem! Que toda a fala de Salomão com respeito ao Amo, está enfaticamente mostrando o cuidado que Cristo tem pela sua Igreja. Não toqueis Nela! Porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme.
Temos um fogo que arde e ele vem do alto, porque o fogo que vem no plano terreno é dos homens e logo se apaga, pois ele é sempre na horizontal, isto é, é gerido pelos homens, mas o que vem do alto está sempre capacitado para capacitar sua Igreja a permanecer no amor de Jesus Cristo, e assim, ir por todo o mundo e pregar o evangelho a toda à criatura; pois Jesus Cristo é o Salvador de todo aquele que Nele crê.
Uma grande e sabia decisão do Senhor Deus dos Exércitos, vem do deserto. Pois o deserto fala e simboliza espiritualmente, a vida, o desprezo social, a luta solitária contra o desígnio do mau. “Quem é esta que sobe encostada tão aprazivelmente ao seu amado?” Responderemos com certeza, que esta é a esposa do Cordeiro de Deus. Observe que ela sobe encostada tão aparazivelmente ao seu amado. Ai temos a totalidade do resgate da sua Igreja, a Igreja de Cristo, que como Jesus disse: “Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto.” Jesus está falando da sua morte e também da sua ressurreição, e com isto muitos frutos terá, pois multidões creram e ainda crerão no Salvador Jesus Cristo, o Único eleito por Deus para resgatar a alma do homem que Nele crer. A Igreja de Cristo está tão identificada com ELE, que ela está encostada, isto é, ao lado Dele. Não lembra para você que a furada da lança nas costelas de Jesus, saiu sangue e água? Ora, isto foi provisório ou na cruz do Calvário se cumpriu profeticamente todo o ritual que o povo de Israel fazia, imolando um cordeiro e derramando o seu sangue em terra, ao redor do altar e depois lavar as entranhas? Êxodo 29:11-22 – O sangue de Jesus Cristo nos purifica de todo o pecado. A esposa do cordeiro de Deus O segue aprazivelmente; pois os séculos passam, os reinos surgem e desaparecem. Governantes têm a sua vez, mas é por pouco tempo. Filósofos que tem dementação contra a sua Igreja, mas a palavra de Jesus prevalece contra tais filosofias. As portas do inferno, mesmo que se juntem para endurecer contra a Igreja de Jesus Cristo; elas não prevalecem, cairão por terra e ficarão como a palha seca, que o vento leva. Qualquer ferramenta preparada não prosperará (maquinação político-social?) e toda língua levantada, será condenada em juízo. Mas a esposa do Cordeiro tem permanente resistência espiritual vinda do Senhor Jesus. Essa é a sua herança que vem do Senhor – Isaias 54:17.
Temos a segurança perfeita e total do Salvador Jesus Cristo, pois o selo da redenção é eficaz.
Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço. Esta afirmação de convicção que o crente em Jesus tem, o assegura agora e sempre a perfeita salvação – Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. – Efésios 1:13.
Vemos que Deus tem uma obra sobre a terra, e os seus obreiros precisam de força sobrenatural, coisas divinas, que lhe dão capacidades completas para lutar contra o pecado, o reino das trevas e contra a carne. Ai incendeia a alma do homem convertido, para fazer esta grande obra, e para dizer que o Senhor salva e governa. Ele diz que: as suas brasas são brasas de fogo, labaredas do Senhor. Os seus ministros são labaredas de fogo – Hebreus 1:7.
As imperfeições humanas podem vir como águas de inundação, mas não apagam o amor que Jesus tem pela sua Igreja – As muitas águas não poderiam apagar este amor, nem os rios afogá-lo.
A igreja verdadeira de Jesus, que é tirada deste mundo pecaminoso, não pode render-se ao dinheiro, à corrupção, ao roubo, ao engano e outras desqualificações interesseiras – “Ainda que alguém desse toda a fazenda de sua casa por este amor, certamente a desprezariam.”
A expansão da Igreja de Jesus Cristo é feita de obra pequena para depois crescer, ensinar outras menores, integrar-se ao campo missionário – pois o coração de Deus está em missões. “Temos uma irmã pequena, que ainda não tem peitos” – Isto é, ainda não consegue gerar outra, precisa caminhar, se fortalecer, aprender a consolidar o seu trabalho interno e a obra missionária. Depois que tiver capacidade de sustentar a mais nova; a que sair do seu meio, ai sim, pode dar o leite racional não falsificado – “Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo.” 1 Pedro 2:2.
A desenvoltura missionária está ligada a outras igrejas que, havendo uma mudança estrutural, será muito melhor, pois se solidifica, e se valoriza todo o conteúdo eclesiástico, e sua espiritualidade fica confirmada e coesa. “Se ela for um muro, edificaremos sobre ela um palácio de prata; e se ela for uma porta, cercá-la-emos com tabuas de cedro.”
O espírito do homem é carente da paz de Deus. Mas fora dos muros, e sem o alimento solido da palavra de Deus, tendo ele insegurança futura. Fica evidenciado que somente em Cristo Jesus, temos paz e segurança para nosso espírito. “Sendo pois justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo. Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da gloria de Deus.” Romanos 5:1 e 2.
A igreja de Jesus Cristo, foi manifesta ao homens por meio de sua morte na cruz do Calvário. Os que creem em Jesus Cristo são justificados pela sua ressurreição e lhe é assegurado a eternidade por Jesus Cristo.
Postar um comentário

Compras no site TiagoNeto

Pesquisa personalizada