ADORAR A DEUS EM ESPÍRITO E EM VERDADE – PODES TU FAZER ISSO?
Evangelho do Apostolo João 4:23, 24.

23 Mas a hora vem, e agora é em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. 24 Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
 A IPDF (Igreja Projeto de Deus na Família) está alicerçada na Palavra do Senhor Deus, e ensina que o Único Salvador dos homens é o Senhor Jesus Cristo, o Filho do Deus Vivo. Nesse texto temos um dialogo de Jesus com uma mulher de Samaria e ela está informando ao Senhor que a adoração oficial era num monte em Samaria, mas os judeus também diziam que a adoração era em Jerusalém, mas Jesus lhe disse que a adoração a Deus não seria nem naquele monte nem em Jerusalém o lugar onde se deve adorar (v. 20). Ora, ora que significado espiritual e num futuro imediato a adoração a Deus seria de uma grandeza incalculável, pois não estaria mais restrita a grupos espirituais sacerdotais de linhagem levítica. Há uma dilatação de interpretação sobre Caim e Abel, quando estes um dia foram adorar a Deus levando para diante do Senhor símbolos reais, Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor, e Abel trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. E atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta. Mas para Caim e sua oferta não atentou (Gen. 4:3, 4). Dois significados estavam ali, um espiritual e sacrificial – o de Abel – e o outro do esforço humano e material, sem sacrifício espiritual, isto é, a vida de um animal – o de Caim – resultado do produto da terra, lembre-se que Deus amaldiçoou a terra e o sustento tirado dela seria com trabalho esforçado e com suor. Primeiro entremos nessa interpretação de esforço humano que muitos estão ensinando ao povo, que devem trazer ou dar de seu esforço do seu trabalho a contribuição como oferta ao Senhor! Caso o Senhor quisesse essa formalidade Ele faria saber aos homens, principalmente aos produtores da agropecuária. Mas como dissemos no inicio a IPDF alicerçada na Palavra do Senhor trás o Salmo 50: 10-15. “10 Porque meu é todo o animal da selva, e as alimárias sobre milhares de montanhas. 11 Conheço todas as aves dos montes, e minhas são todas as feras do campo. 12 Se eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude. 13 Comerei eu carne de touros? Ou beberei sangue de bodes? 14 Oferece a Deus sacrifícios de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos. 15 E invoca-me no dia da angustia, eu te livrarei, e tu me glorificarás.” O que Caim fez foi tirar uma oferta desse esforço do suor do seu rosto e o Senhor não atentou para a sua oferta. Agora como estamos adorando ao Pai – Deus – dando-lhe de todo o nosso esforço material como se fosse o preferido para Deus? Repassemos o nosso quadro de vida atual, e o que muitos por ai dizendo-se que são apóstolos, bispos, bispas, pastores, pastoras, missionários, missionarias, etc. Estão cativando o povo para trazer esse tipo de oferta ao Senhor como adoração, e até prometem que Deus lhes dará muito mais do que eles trouxeram. Jesus lhes diria assim: Hipócritas, fazeis da casa do Senhor covil de salteadores. Luc. 19: 45, 46. Voltemos para a oferta de Abel. Porque o Senhor atentou para a sua oferta? Lembremos o que Jesus disse a mulher de Samaria: Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Então adorar em Espírito e em verdade é algo grandioso que lembra o sacrifício de Cristo na cruz do calvário para salvação de todo aquele que nele crê. Sendo que o cordeiro de Deus foi sacrificado como oferta suave diante de Deus para remir e justificar todo aquele que confessa que Jesus é o seu Salvador. E foi assim que Abel entendeu que o sacrifício de um cordeiro no jardim do Edem, veio substituir suas vidas para morte e seu pecado foi coberto pelo derramar do sangue daquele cordeiro.  Abel trouxe a sua oferta em Espírito e em verdade diante de Deus, uma lembrança do Cordeiro de Deus e seu sacrifício futuro.
Postar um comentário

Compras no site TiagoNeto

Pesquisa personalizada